About 

Beatriz Calil - São Paulo (SP), Brasil, 1990.

Graduação e mestrado em Artes Visuais na Unicamp

Residência artística no Arteles Creative Center, Finlândia.

Exposições coletivas: “Un-Finnish-ed”, na Finlândia; "Cuir: Latino american gazes on queerness", em Vancouver/Canadá; "Foto-Performance" na Oficina Cultural Oswald de Andrade/SP; "Tramas" na Oficina Cultural Casa Mário de Andrade/SP; "Arte digital", na Casa do Lago, em Campinas/SP.

Exposição individual: "Entre os medos que não existem", Campinas/SP.​

Autora do livro "Pequeno guia de incríveis artistas mulheres que sempre foram consideradas menos importantes que seus maridos", publicado pela Editora Urutau.

Encontrou na linguagem fotográfica o seu modo de criar discursos e defender posições. A cada dia se aproxima um pouco mais do feminismo e considera impossível fazer arte sem posicionar-se social e politicamente.
Utilizando a fotografia e a colagem, desenvolve um trabalho artístico autoral no qual reflete e discute, principalmente, sobre a sexualidade da mulher e os feminismos. Além disso, desenvolve uma pesquisa contínua sobre a participação e a visibilidade das mulheres artistas nos circuitos das artes e, atualmente, está produzindo seu segundo livro sobre o assunto.

Undergraduate and Master degree in Visual Arts at the University of Campinas (Unicamp) 

 

Artistic residency at the Arteles Creative Center, Finland.

Collective exhibitions: "Un-Finnish-ed", in Finland; "Cuir: Latino american gazes on queerness" in Vancouver / Canada; "Foto-Performance", at the Centro Cultural Oswald de Andrade / SP; "Tramas" in the Oficina Cultural Casa Mário de Andrade / SP; "Arte digital", in Casa do Lago, Campinas/SP. 

Individual exhibition: "Entre os medos que não existem", Campinas / SP.

Author of the book "Pequeno guia de incríveis artistas mulheres que sempre foram consideradas menos importantes que seus maridos" [Little guide of amazing women artists who have always been considered less important than their husbands] published by Editora Urutau.

She has found in the photographic language her way of creating discourses and defend positions. She is continuously bringing the feminism closer to her work, as she considers it impossible to make art without positioning itself socially and politically.

Using photography and collage, she develops an authorial work in which she reflects and discusses, mainly, about the sexuality of women and feminisms. In addition, she develops ongoing research on the participation and visibility of women artists in the arts and is currently producing her second book on the subject.